Post Especial: Tropicália!

21 Maio

Hoje vamos falar um pouco sobre o Tropicalismo, movimento que nos interessa muito por aqui e que nos influenciou bastante nos estudos sobre a nova fase da Badulakit. Sexta-feira que vem vamos lançar nosso novo logo e achamos legal falar um pouquinho sobre nossas influências para chegar aonde chegamos. Vamos lá? : )

No final dos anos 60 um movimento cultural exaltou a cultura brasileira e influenciou as próximas gerações de artistas no mundo todo: o Tropicalismo, também conhecido como Tropicália. O Cinema Novo e o CPC ( “Centro Popular de Cultura” criado pela UNE – União Nacional dos Estudantes – em 1961) prepararam o contexto cultural para que o movimento tropicalista se iniciasse em 1967. O artista Hélio Oiticica também teve grande influência sobretudo no nome do movimento, pois foi baseado em uma obra sua, o “ Tropicália”, que o movimento foi nomeado. Mais do que o nome, a instalação auxiliou na consolidação de uma estética do movimento.

Parte da instalação "Tropicália" de Hélio Oiticica 1967

Parte da instalação “Tropicália” de Hélio Oiticica 1967

A Tropicália teve como influências a cultura pop, além de correntes como Movimento Antropofágico e o Concretismo. As inovações estéticas do Tropicalismo foram radicais e o movimento manifestou-se principalmente na música. Com um apelo nacionalista maior que o da Bossa Nova, o Tropicalismo tinha uma posição muito mais definida no cenário estético-político e social do país. Seus participantes formaram um grande coletivo, cujos destaques foram os cantores/compositores Caetano Veloso e Gilberto Gil, além das participações da cantora Gal Costa e do cantor-compositor Tom Zé, da banda Os Mutantes (grupo composto por Arnaldo Baptista, Sérgio Dias e Rita Lee), e do maestro Rogério Duprat. A cantora Nara Leão e os letristas José Carlos Capinan e Torquato Neto completaram o grupo, que teve também o artista gráfico, compositor e poeta Rogério Duarte como um de seus principais mentores intelectual.

 

Jorge Ben com: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Rita Lee, Gal Costa, Arnaldo Baptista e Sérgio Dias

Jorge Ben com: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Rita Lee, Gal Costa, Arnaldo Baptista e Sérgio Dias

No III Festival de Música Popular Brasileira, considerado “O festival da virada”, em 1967, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Os Mutantes causaram grande impacto ao apresentar músicas como “Alegria, Alegria” e “Domingo no Parque”. No ano seguinte, o disco “Tropicália” ou “Panis et Circenses”, lançado em conjunto, foi considerado um álbum-manifesto do coletivo.

Capa do Disco: Tropicalia ou Panis et Circencis de 1968

Capa do Disco: Tropicalia ou Panis et Circencis de 1968

O Tropicalismo teve base conceitual o tripé: antropofagia, cultura pop-rock nacional e estrangeira e o Concretismo:
– Da antropofagia, o Tropicalismo pegou como
 traço o resgate da cultura brasileira.
– Do rock, veio o uso de instrumentos como guitarras, amplificadas e distorcidas, características do rock ácido e psicodélico. Como exemplo desse hibridismo, em 1968, Gilberto Gil apresentou a canção “
Questão de ordem”, ritmada em rock estilo soul, com guitarras elétricas distorcidas, mas também com percussão afrobrasileira e vocais berrantes.
– Do Concretismo, o Tropicalismo tomou a preocupação de cuidar das canções como poesia, realçando o elemento plástico, criando jogos lingüísticos e brincadeiras com as palavras.

Os Mutantes e Gilberto Gil

Os Mutantes e Gilberto Gil

O documentário “Beyond Ipanema – Brazilian Waves in Global Music” lançado em 2009 destaca o movimento tropicalista como grande influência na música internacional além da Bossa Nova e Carmen Miranda através de depoimentos de artistas nacionais e internacionais como Caetano Veloso, Gilberto Gil, M.I.A, Thievery Corporation entre outros. Influenciar o mundo só é possível quando o movimento é legítimo e tem qualidades únicas, concordam? Estamos tão acostumados com cópias (no mundo da moda por exemplo) que não vemos nosso potencial de influenciar o mundo ao invés de ser influenciado. Mas ok, esse já é outro papo hehe

Beyond Ipanema - Poster

Beyond Ipanema – Poster

Poderíamos falar horas e horas sobre o Tropicalismo e tudo o que aconteceu ao redor deste movimento, mas por aqui destacamos a busca pela essência do Brasil, país miscigenado que recebe influências de diversas culturas e consegue criar coisas novas em cima de todas essas influências, desenvolvendo características próprias e encantando o mundo todo com sua originalidade. Adoramos conversar sobre isso e pesquisar tudo relacionado ao tropicalismo, por isso este tema fez parte da grande pesquisa de referências que fizemos para criar nossa nova identidade visual. Palavras-chave como Brasil, tropicalismo, tropical, trópicos, coisas do brasil, características dos Brasil, frutas, flores e cores fizeram parte desta pesquisa.

 

Cena do documentario "Tropicália" de Marcelo Machado

Cena do documentario “Tropicália” de Marcelo Machado

Bom, esperamos que vocês gostem do resultado do nosso trabalho. Sexta-feira, hein?! Lançamento do novo logo + lançamento de coleção nova!! Não percam ; ) #ficaadica

Por Fernanda Weber.

 

5 Respostas to “Post Especial: Tropicália!”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Baduladicas de hoje: Esfoliante e Chá de Abacaxi!!! | - 22 de Maio de 2013

    […] da nossa nova identidade visual. Já falamos um pouco sobre o movimento que nos inspirou (A Tropicália) e agora a Thais Geron apresenta dicas com nossa fruta inspiradora, o Abacaxi! Baduladicas de hoje: […]

  2. Post Especial: Abacaxi, fruta tropical. | - 23 de Maio de 2013

    […] iremos apresentar nossa nova marca.Fizemos um estudo aprofundado como já comentamos no post sobre tropicália e decidimos que estava na hora de mudar,para ficar mais nossa cara,para ir mais de encontro com o […]

  3. Badulakit: Nova Identidade Visual! | - 24 de Maio de 2013

    […] online! Para saber um pouco mais sobre nossas inspirações, não deixe de ler nosso post sobre a Tropicália e nosso post sobre o […]

  4. Tendência Tropical, Tropicalista, Tropicália. | - 10 de Setembro de 2013

    […] quem diga que esta “tendência tropicalista”, como dizem por aí, vem do movimento Tropicália, que aconteceu em meados dos anos 60 no Brasil. A Tropicália incorporou elementos como a guitarra […]

  5. Vamos colorir : Tendência TROPICAL PRINT 2014 - Frescura D'Menina - 7 de Novembro de 2013

    […] Mais como não sou muito de “Conceitos de MODA” vocês podem conferir ( Leia mais sobre a Tropicália aqui! ) […]

Deixe seu comentário ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: