Ícone: Coco Chanel.

13 Ago

Gabrielle “Coco” Bonheur Chanel  (19 August 1883 – 10 January 1971) foi uma estilista francesa que revolucionou o mundo da moda. Chanel tirou os espartilhos dos modelos de roupas femininas e deixou a mulher mais livre em seus movimentos e menos emperequetada. Seu estilo, super influenciado pela vestimenta masculina, virou um clássico e Coco Chanel virou um ícone da moda.Coco-ChanelVocês já devem saber alguma coisa ou outra de Coco Chanel. Eu ando obcecada por ela há algum tempo, na verdade desde que o filme “Coco antes de Chanel” foi lançado, em 2009. Eu nunca tinha pesquisado sobre a vida de Coco Chanel antes da sua marca deslanchar e confesso que virei fã neste momento, antes eu só a respeitava como estilista. Na sequência deste filme lançaram “Coco Chanel & Igor Stravinsky“, que também assisti e que funciona como um complemento da história da estilista. Existe também o filme “Coco Chanel” de 2008 com a Shirley McLaine, que foi um filme feito para a TV. Vez ou outra ele passa em canais pagos, mas nunca consegui assistir ao filme inteiro.

coco-chanel-igor-stravinsky
A vida de Coco não foi fácil. Ela e sua irmã foram abandonadas pelo pai em um orfanato de freiras no interior da França quando Chanel tinha apenas 11 anos de idade. Foram nos anos de orfanato que Chanel aprendeu a costurar e suas principais referências estéticas vem dessa época também. O branco e preto das vestimentas das freiras, o vitral geométrico do orfanato (há quem diga que ela tirou o C duplo de sua marca por influência destes vitrais), o chão estrelado de um dos corredores do orfanato…essas e outras referências ficaram marcadas na mente de Chanel. Ela era muito autoral e aplicava tudo o que gostava em suas criações.

Vitral do orfanato de Aubazine, na França, onde Chanel passou boa parte da infância/adolescência

Vitral do orfanato de Aubazine, na França, onde Chanel passou boa parte da infância/adolescência

Foi com a ajuda financeira de amantes que Chanel começou a caminhar no mundo da moda (mais tarde, depois de rica, ela também ajudou alguns de seus amantes). Era uma mulher com pensamentos e atitudes muito a frente de seu tempo, o que espantava os homens quando o assunto era casamento. Chanel nunca se casou nem teve filhos (há controvérsias!! há suspeitas de que ela pode ter tido um filho…), era casada com seu trabalho e se dedicava diariamente a ele. Há quem diga que no fundo Chanel sofreu muito com essa “rejeição” dos homens quando o assunto era casamento. Ela sempre fez o papel de amante e muitas vezes as esposas de seus amantes sabiam sobre ela e mesmo assim continuavam fiéis à Casa de Chanel, primeira loja Chanel na Rue Cambon 31 em Paris.

Rue Cambon 31, Paris

Rue Cambon 31, Paris

Chanel conquistou Paris rapidamente e fez um ótimo trabalho de relações públicas para a sua marca. Coco era a própria marca Chanel, ela representava sua marca com sua atitude, seus looks e comportamento diante da sociedade. Para cada pessoa Chanel contava uma versão de sua história de vida. Ela tinha uma certa vergonha de suas origens e escondia sua história inventando lembranças, inventando seu passado. Isso fez com que as biografias de Chanel sejam sempre aproximadas da vida real dela. Não existe nenhuma biografia autorizada por ela e existem várias versões sobre várias passagens da vida dela, o que deixa um certo mistério em torno de tudo o que ela viveu e deixa a história dela mais intrigante ainda!

Chanel nos anos 60

Chanel nos anos 60

Gente, estamos falando de uma mulher que nasceu pobre, cresceu num orfanato, era costureira (uma profissão de “baixo escalão” na época (apesar de todo mundo precisar de uma costureira naqueles tempos) e que se tornou um ícone da moda! Coco se relacionou com pessoas da alta sociedade em pé de igualdade, tudo por causa de sua teimosia, auto confiança, talento e muita força contra as adversidades (que não foram poucas).
Fico pensando…. se hoje, nós mulheres, ainda sofremos vários preconceitos e ainda lutamos pelos nossos direitos, imagina viver na época de Chanel! Sua primeira loja foi aberta em 1909, quando ela tinha 26 anos de idade…1909! Imagina a cabeça das pessoas nessa época?!

Chanel, em 1909, ainda com cabelão, no começo de carreira. Ela começou a Chanel confeccionando chapéus.

Chanel, em 1909, ainda com cabelão, no começo de carreira. Ela começou a Chanel confeccionando chapéus.

Por essas e por outras que minhas pesquisas sobre Chanel não acabam nunca. Sempre tem um detalhe, uma nova versão para descobrir e questionar. Aliás, uma vez fiz um post aqui sobre as bijouterias de Chanel, vocês lembram?
Se vocês se interessarem, acabei de ler o livro “Coco Chanel – A vida e a Lenda, de Justine Picardie”. Gostei bastante, viu? #ficaadica

Por Fernanda Weber.

Badulakit  

Uma resposta to “Ícone: Coco Chanel.”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tendência: Navy | - 22 de Agosto de 2013

    […] que ela fez sobre o ícone, sempre temos alguma coisa para descobrir sobre Gabrielle Coco Chanel (leia aqui o post). No final do século XIX a marinha francesa institui os blusas listradas como seu uniforme, […]

Deixe seu comentário ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: